Leonardo Torres


VALE A PENA CONHECER A PEC QUE MORALIZARIA NOSSO CONGRESSO NACIONAL: PEC 280/2008

Webnode
15-10-2010 19:43

 

VALE A PENA CONHECER A PEC QUE MORALIZARIA NOSSO CONGRESSO NACIONAL: PEC 280/2008

Vale à pena conhecer um dos projetos do polêmico Deputado Clodovil Hernandez. Coisas como esta deveriam ser amplamente divulgadas pela grande mídia, mas os lobbies que a beneficiam, juntamente com a falta de seriedade e de vergonha na cara no trato com a coisa pública, impedem que se saiba de muita coisa.
Ao morrer, todas as emissoras de TVs, rádios, revistas e jornais não perderam tempo em mostrar momentos polêmicos e irreverentes de Clodovil, de uma forma respeitosa e elogiosa mesmo, mas ninguém se atreveu a divulgar a sua maior herança.

Proposição: PEC-280/2008
Órgão: CCJC
Situação: Tramitando em Conjunto (Apensada à PEC-170/1999 )
Autor: Clodovil Hernandes - PR/SP.
Data de apresentação: 15/7/2008
Ementa: Dá nova redação ao art. 45 da Constituição Federal.
Explicação: Limita em 250 o número de Deputados que integram a Câmara dos Deputados e cria normas para que nenhuma unidade da Federação fique com menos de quatro ou mais de trinta e cinco representantes. Altera a Constituição Federal de 1988.

NÃO SIMPATIZAVA MUITO COM O CLODOVIL, TEMOS QUE RESPEITAR ESSA IDÉIA FASTÁSTICA.

        Clodovil foi uma figura inegavelmente polêmica. Além das suas contradições, tão humanas, tinha um senso crítico aguçado, ele dizia o que os outros apenas pensavam...
        Em Julho de 2008 o deputado Clodovil Hernandes apresentou à Mesa da Câmara proposta de emenda à Constituição (PEC) para reduzir o número de deputados de 513 para 250. O projeto teve o apoio de 279 parlamentares (eram necessários 172 votos para que fosse apresentado). Não passou, por interesses óbvios. De novo é o gato tomando conta do peixe.
Pelo projeto, nenhuma Unidade da Federação poderá ter menos de 4 deputados nem mais de 35. Hoje, a menor representação tem 8 e a maior, 70.
Se a PEC passar, haverá corte de 263 deputados e redução de gastos, só em despesas com os parlamentares, de R$ 26,3 milhões por mês. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Vamos divulgar e apoiar? A idéia é ótima!!!!
        Fui pesquisar o custo de cada parlamentar brasileiro, e de acordo com a ONG Transparência Brasil o custo de cada deputado é de R$ 6,6 milhões por ano! E o custo de cada senador é de R$ 33,1 milhões por ano.
        Se a emenda Clodovil passasse, reduzindo pela metade o número de parlamentares, e supondo que isso pudesse ser feito tanto na Câmara quanto no Senado, teríamos uma economia de aproximadamente R$ 3,1 BILHÃO DE REAIS!!! Isso dá mais ou menos R$ 17,00 por habitante. Já que o gasto público com saude é de R$ 0,64 por habitante, veja o que a economia com os parlamentares pode proporcionar!!!
        No Brasil, segundo o sindicato dos hospitais de Pernambuco (Sindhospe), "para um gasto total de U$ 600 per capita/ano (em saúde), apenas US$ 300 vêm do setor público. Destes, apenas U$ 150 são investimento federal, ou seja, U$ 0,40 por cidadão brasileiro".
        Daria para multiplicar a verba hospitalar atual por habitante por mais de 26 vezes!!!!
Além disso, teremos menos chance de corrupção, menos políticos para controlar.
Divulguem, se concordarem.
          Outro dia enviei E-Mail para nada menos que 300 parlamentares, defendendo e sugerindo mudanças para redução dos custos de nosso Congresso que é o mais caro do mundo e sabe quantos me responderam? Nenhum, isso mesmo... Nenhum deles teve a coragem de se manifestar. Claro, entendo suas posições! Obviamente ninguém quer perder essa “boquinha”. O culpado somos nós que não sabemos escolher bem nossos representantes. Aqui no Rio Grande do Norte, minha terra natal, para nossa vergonha existe alguns desses políticos enganadores do povo, e que só pensam em suas ambições pessoas. Podemos citar, dentre, outros, um dos nossos representantes no Senado Federal, o DEMôniaco José Agripino Maia, parlamentar que emergiu na ditadura militar e que até hoje se mantém no poder, às custas do sofrimento do nosso povo que ingenuamente tem se deixado ludibriar pelas falácias e o sorriso franco em seu rosto quando em contato com as massas em eventos e festividades as quais está sempre presente em cidades do interior do estado. Essa “corja”, tenho certeza, jamais votaria favorável a um projeto de tamanha importância para nosso país.

Abraços,

Leonardo Torres

 

—————

Voltar